domingo, 19 de outubro de 2014

ORGANIZAÇÃO DO CITOPLASMA

  OS PRIMEIROS CITOLOGISTAS NÃO SABIAM EXATAMENTE O QUE EXISTIA NO CITOPLASMA CELULAR. VISTO AO MICROSCÓPIO ÓPTICO, O CITOPLASMA PARECE UM LÍQUIDO VISCOSO, AÍ SURGIU O SEU NOME (GREGO KYTOS, CÉLULA, E PLASMA, LÍQUIDO).
NOS DIAS DE HOJE, CHAMAMOS O CITOPLASMA DE CITOSOL. VISTO AO MICROSCÓPIO ELETRÔNICO É POSSÍVEL DETECTAR ALGUMAS ESTRUTURAS COM FUNÇÕES DEFINIDAS.
  ESSA ORGANIZAÇÃO PODE SER MUITO SIMPLES COMO NO CASO DAS BACTÉRIAS E CERTAS CÉLULAS PROCARIONTES OU COMPLEXA COMO NO CASO DAS CÉLULAS ANIMAIS E VEGETAIS QUE SÃO EUCARIONTES.
  ESSE ESPAÇO CITOPLASMÁTICO É PREENCHIDO POR CITOSOL E DIVERSAS ESTRUTURAS MEMBRANOSAS, AS ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS OU ORGÂNULOS CITOPLASMÁTICOS. TRATA-SE DE UMA COMPLEXA REDE DE TÚBULOS E FILAMENTOS PROTEICOS QUE FORMAM PEQUENOS ÓRGÃOS E O CITOESQUELETO CELULAR.

 
                                            CÉLULA PROCARIONTE DE BACTÉRIA


CÉLULA EUCARIONTE ANIMAL 

  RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO
  É UMA REDE MEMBRANOSA DE TÚBULOS E QUE OCUPA GRANDE PARTE DO CITOPLASMA DAS CÉLULAS EUCARIONTES.
  EXISTEM DOIS TIPOS DE RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO: RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO LISO NÃO-GRANULAR OU AGRANULAR E RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO, ERGASTOPLASMA OU GRANULAR.
 

RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO OU ERGASTOPLASMA 

RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO LISO (MODELO E MICROFOTOGRAFIA)

O RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO ESTÁ RELACIONADO À PRODUÇÃO E TRANSPORTE DE PROTEÍNAS ESPECIAIS DENTRO DA CÉLULA. O ASPECTO RUGOSO SE DEVE A PRESENÇA DE RIBOSSOMOS ADERIDOS À SUA SUPERFÍCIE.
OS RIBOSSOMOS SÃO PEQUENAS ESTRUTURAS QUE TRABALHAM NA ELABORAÇÃO DE PROTEÍNAS, PODENDO ESTAR LIVRES NO CITOPLASMA OU ADERIDOS AO RETÍCULO, TORNANDO-O RUGOSO. 




RIBOSSOMO ADERIDO AO RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO E LANÇANDO A PROTEÍNA (TIRA AZUL) NO INTERIOR DE RETÍCULO ATRAVÉS DE UM PORO.

  O RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO NÃO- GRANULOSO (LISO) NÃO POSSUI RIBOSSOMOS ADERIDOS A SUPERFÍCIE, ESTÁ ENVOLVIDO NA SÍNTESE DE ÁCIDOS GRAXOS, FOSFOLIPÍDIOS E ESTERÓIDES. ESTÁ PRESENTE EM GRANDE QUANTIDADE NAS CÉLULAS DO FÍGADO, PODENDO SER ENCONTRADO EM OUTRAS CÉLULAS.
 FAZ SENTIDO RELACIONARMOS OS RETÍCULOS LISOS AO TRABALHO DESINTOXICANTE DAS CÉLULAS DO FÍGADO (CÉLULAS HEPÁTICAS), POIS OS RETÍCULOS LISOS CONTÉM ENZIMAS QUE MODIFICAM SUBSTÂNCIAS TÓXICAS, COMO ÁLCOOIS, PESTICIDAS E OUTRAS SUBSTÂNCIAS PREJUDICIAIS, INATIVANDO-AS E FACILITANDO A ELIMINAÇÃO.